Share our website:
European Patients Academy

Celebração do Dia Internacional dos Ensaios Clínicos enche Anfiteatro

No dia 20 de Maio de 2019, o Anfiteatro da Faculdade de Farmácia da universidade de Lisboa (FFUL) encheu-se de participantes para o evento de celebração do Dia Internacional dos Ensaios clínicos, organizado pela EUPATI Portugal com apoio institucional da APIFARMA e da FFUL.

Estiveram presentes diversos representantes de associações de doentes, companhias farmacêuticas, contract Research Organizations (CROs), empresas de consultoria, e vários elementos do INFARMED, a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde.

Abriu o evento a Prof. Dra. Matilde Castro, directora da FFUL, com as boas-vindas aos participantes lembrando as ações da EUPATI Portugal e da parceria que se tem fortalecido entre EUPATI e FFUL, seguindo-se um agradecimento às entidades que apoiram o evento e a importância da participação das associações de doentes, pela Inês Alves, vice-presidente da EUPATI Portugal. O Dr. Heitor Costa, Director Executivo da APIFARMA, deu ênfase ao estudo da Apifarma realizado pela PwC sobre os Ensaios clínicos em Portugal, fechando-se a sessão de abertura com notas pela Prof. Dra. Sofia de Oliveira Martins, do Conselho Directivo do INFARMED, sobre o trabalho que tem vindo a ser realizado pela Autoridade Nacional no sentido de incrementar e dinamizar os estudos e ensaios clínicos em Portugal e o valor que a EUPATI Portugal pode ter neste processo.

Sessão de Abertura

Seguiu-se a apresentação da Dra. Cristina Lopes, membro da Direção da EUPATI Portugal e Directora de Assuntos técnicos da Apifarma, com apresentação da atualização do relatório “Ensaios clínicos em Portugal“, publicado em Fevereiro 2019, que apresenta o impacto que os ensaios clínicos têm na economia Portuguesa e os custos de não haver um ambiente propício à sua realização no nosso país.

Cristina Lopes em entrevista pelo Canal Saúde+

Foram mencionadas também as barreiras existentes e as boas práticas internacionais para a realização de ensaios clínicos e os benefícios para os doentes, assim como para os investigadores pelo estímulo à inovação científica e para a economia nacional.

Slide da apresentação “Ensaios Clínicos em Portugal” – Cristina Lopes

Segui-se a apresentação do projeto Stand4kids, pelo Prof. Dr. Ricardo Fernandes, que tem com missão centralizar, monitorizar e apoiar os estudos feitos no âmbito do conect4children, uma rede europeia que junta parceiros da indústria farmacêutica e da academia para promover a implementação de ensaios clínicos pediátricos multinacionais.

De entre os maiores objectivos do Stand4kids está o apoio da estruturação de equipas dos centros clínicos onde se realizam os ensaios.

Ricardo Fernandes, Stand4Kids
Slide da apresentação Stand4kids – Prof. Dr. Ricardo Fernandes

A mesa redonda “Experiências e expectativas dos pacientes em ensaios clínicos” foi moderada pela Dra. Isabel Boaventura, com participação de M. Rosário Zincke pela Alzheimer Portugal, Tamara Milagre pela EVITA Cancro, Carlota Pascoal pela APCDG-DMR e e Isabel Barbosa pela APLL. Foram discutidos pontos como: a importância da relação do doente com os profissionais de saúde e como esta relação pode ser uma barreira à participação; as informações relevantes para o doente sobre os ensaios clínicos, e como pode ser importante conhecer a experiência de outros doentes. Questionou-se se o doente recebe a informação adequada e qual o grau de esclarecimento com que fica em relação ao ensaio clínico, assim como a necessidade dos doentes compreenderem como se processa o ciclo de vida dos medicamentos e como a EUPATI tem um papel relevante neste trabalho.

A última sessão, moderada pela Prof. Dra. Paula Videira, reuniu promotores de ensaios clínicos da academia, o Dr. José Dinis, Diretor do programa para a área das doenças oncológicas, IPO Porto, e o Prof. Dr. José Cunha Vaz, Diretor da Association for Innovation and Biomedical Research on Light and Image (AIBILI), assim como representantes da indústria farmacêutica, a Dra. Elsa Branco, Country Monitoring Head na Novartis, e a Dra. Helena Gama, Diretora da Investigação Clínica da Bial.

Foram discutiram os desafios e oportunidades para envolver as associações de doentes nos ensaios clínicos, sendo um dos temas de maior impacto a lacuna da não existência de centros de ensaios clínicos específicos para esse fim, o que permitiria conduzir mais ensaios clínicos em Portugal e de forma mais eficaz e célere. Foi também referido que as associações de doentes devem estar mais envolvidas no desenvolvimento de medicamentos colaborando por exemplo na revisão dos consentimentos informados; desenho dos ensaios clínicos, divulgação de informação sobre ensaios clínicos, entre outros.

A manhã foi encerrada por Inês Alves, com apelo ao envolvimento das associações de doentes na investigação e desenvolvimento (I&D) de medicamentos e dispositivos médicos, com apoio da EUPATI Portugal, que continuará a trabalhar no sentido de informar a comunidade de doentes, associações, indústria, academia, decisores e sociedade da importância da participação dos doentes em todos os processos de I&D.